Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Conheça a Política de Cookies.
Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização.

Imprimir
Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

NUNO GONÇALO FABEIRO PORTAS DE
IBÉRICO NOGUEIRA

1 Aranhola ( Santola)
1 Bocado de broa
2 Ovos (gemas)
Vinho Branco verde
Salsa, pimenta e cebola

Toma-se uma aranhola regular, viva e ata-se muito bem.
Tem-se a água a ferver com bastante sal e umas folhas de louro.

Mete-se a aranhola dentro da água e deixa-se ferver cerca de 10 minutos, em lume brando. Em seguida retira-se e passa-se por água fria para que fique a carne bem dura.
Desmancha-se sem partir a carapaça redonda e aproveitando bem a carne e um líquido amarelo que ela tem dentro.
A carne desfaz-se bem, juntando-lhe depois a broa, as gema, a salsa, pimenta, alguma cebola picada muito miúda e algum vinho branco. Amassa-se tudo com parte do líquido amarelo que ela tem dentro, que a outra parte fica para misturar com o vinho branco com que ela é servida.
A massa obtida mete-se na concha e leva-se ao forno a tostar.
Serve-se assim na cararapaça, servindo esta de travessa, com vinho branco onde previamente se lhe juntou a tal massa amarelada que se encontrou ao desmanchá-la.

MLM

 

Acessos: 1557
Tagged Under