Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Conheça a Política de Cookies.
Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização.

Imprimir
Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

HILDA TABORDA
LISBOA

Escamam-se as sardinhas, lavam-se e abrem-se tirando a cabeça e a espinha dorsal. Ficam do feitio de um bacalhau seco. Enrolam-se começando pelo lado da cabeça e ficando o rabo no ar, espeta-se um palito para não se desenrolarem. Numa assadeira põe-se uma cebola ou mais cortadas em rodelas e sobre essa camada de cebolas uma camada de sardinhas e cobrem-se também com rodas de cebola, regam-se com bastante azeite e polvilham-se com pimenta e sal e mete-se no forno. Logo que as cebolas estejam cozidas (devem estar brancas) está também a sardinha cozida.

Colocam-se então as sardinhas na travessa de ir à mesa, tira-se-lhe os palitos; a sardinha já não toma cor no forno e servem-se regadas com o seguinte molho.

Num tacho com bom azeite deitam-se rodas de cebola e vai ao lume para cozer a cebola e quando pronta leva uma colher de sopa de vinagre e tira-se do lume despejando sobre as sardinhas que se servem quentes ou frias enfeitadas com azeitonas e salsa.

MLM

 

Acessos: 1070
Tagged Under