Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Conheça a Política de Cookies.
Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização.

  • '
    '

    Acpp

    Associação de Cozinheiros Profissionais de Portugal

  • '
    '

    Desde 1977

    Representa os Profissionais Portugueses de Cozinha e Pastelaria

  • '
    '

    Formação Profissional Certificada

    Escola Cozinha e Pastelaria

Votos do utilizador: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Pastel de Nata 2018

0pastn81                                                      O pastel vencedor

Dia 11 de abril efetuou-se a Final da 10ª Prova do Melhor Pastel de Nata de Lisboa, integrada no evento Peixe em Lisboa 2018. Mais uma edição, renhida, para conhecer o melhor pastel que se apresentou em prova. Reconheço que estas provas são, cada vez mais, um exercício difícil para o júri. A qualidade dos pastéis de nata apresentados é cada vez melhore e estão muito próximos uns dos outros em termos de qualidade de execução, o que dificulta a tarefa de avaliação e atribuição de valores numéricos para classificação. A melhoria mais visível, e percetível, tem a ver com a massa folhada. Estaladiça, fina, sem sabor a farinha ou gordura, garante a sustentação do creme, que escorre, doce e sem sabores dominantes, nem gema, nem limão e nem baunilha. Infelizmente acontece que para evidenciar uma marca, por vezes, se destacam intencionalmente algum desses sabores. No concurso o gosto dominante de qualquer um deles pode ser reconhecido como um defeito. Como defeito também poderá ser o pastel estar queimado, apesar de se querer bronzeado, sendo que o defeito mais grave é a massa folhada não estar estaladiça.

Mais uma vez, fatalidade de concursos, só três são premiados. De lembrar que o Pastel de Nata é, seguramente, o doce português mais internacional. Talvez pela sua persistência em continuar a existir, suponho eu, desde a segunda metade do século XVI. Para saber mais clique aqui. É certo que a primeira receita escrita, e com a denominação de Pastelinhos de Natta, é de 1729 e oriunda do Convento de Santa Clara de Évora.

Continuo a manifestar-me contra a proliferação de receitas que utilizam a designação Pastel de Nata e lhe acrescentam outros produtos: castanha, chocolate, maçã, maracujá, vinho do Porto, … e não sei quantos mais produtos. Costumo dizer que, possivelmente, o pastel que agora produzem não será tão bom quanto gostavam, ou que necessitam do nome do pastel de nata para o promoverem!

Aqui ficam imagens do 3 premiados:

                                                       1º. Prémio

0pastn82 

Restaurante Mercado do Peixe - Ajuda, Lisboa

                                                       2º. Prémio

0pastn83 

Pastelaria Fidalgo’ s - Moita

                                                       3º. Prémio

0pastn84

Pastelaria Batalha – Venda do Pinheiro

Porque os restantes finalistas também têm excelentes pastéis de nata, eia a lista por ordem alfabética:

- Pastelaria Bijou do Calhariz, Lisboa

- Pastelaria Casa do Preto, Sintra

- Pastelaria Casinha do Pão, Lisboa

- Pastelaria Fim de Século, Lisboa

- Pastelaria Fradinho, Mafra

- Pastelaria O Pãozinho das Marias, Ericeira

- Pastelaria Páscoa, Charneca da Caparica

- Pastelaria Patyanne, Castanheira do Ribatejo

- Pastelaria Princesa do Vale, Pontinha

Descubram o melhor pastel de nata na proximidade da vossa casa.

BOM APETITE!

© Virgílio Nogueiro Gomes

*Fotos de © Catarina Marques

0pastn85

Visualizações: 556
Tagged Under

Visitantes

Temos 354 visitantes e 0 membros em linha

Morada

Morada: Rua de Sant`Ana à Lapa,
nº 71 C, 1200 - 798 Lisboa.
Telefone: +351 21 362 27 05
Fax: +351 21 362 58 15

Mail / Sites

Geral: acpp@acpp.pt 
Formação: formacao@acpp.pt  
Marketing: marketing@acpp.pt
Site: http://www.acpp.pt
Formação: http://www.acpp.com.pt